Clumsy Clara (girlcontinuum) wrote in batatinhas,
Clumsy Clara
girlcontinuum
batatinhas

  • Mood:
  • Music:

Mulder, you're crazy

1x01 - Deep Throat

"I think there's a big conspiracy here, Scully."




  • Pior. corte. de cabelo. do mundo.

  • O Mulder já chega no bar praticamente se jogando em cima, falando em bebida, e olhando para a boca da Scully enquanto ela fala. Tipo, não precisa exagerar, Mulder, ela já reparou em você. Não assistiu o Piloto não, é?

  • Sério, o corte de cabelo dela é horrível. Como é que alguém sai de casa assim? O ar de desdém permanente também é bastante irritante. Tudo bem que o sorrisinho do Mulder enquanto desfila suas teorias não é dos mais agradáveis e ela tem que responder a altura para não ser humilhada, mas tipo. Você é chata, Scully.

  • Nos closes, principalmente quando ela está vendo os jornais antigos na maquininha cujo nome eu esqueci (esse negócio de jornal não é comigo, há há há), dá pra perceber a idade da Gillian Anderson. Até a voz dela era diferente.

  • Olha, alguém aparece atrás de alguém que está se olhando no espelho. Nunca vi isso antes. Especialmente não em Arquivo X, nunca. E assim Mulder ganha seu primeiro Mestre dos Magos. Um Garganta Profunda para chamar de seu! Pobre Garganta. A Marita Covarrubias durou mais que ele. Quem mandou não ser uma loira alta de pernas compridas?

  • O prêmio Mal Sabe da semana vai para... Scully, óbvio: "The government is not above the law. They cannot withhold information." Hahahahahaha! Ha.

  • Primeiro eu achei fofo: Mulder e Scully saem da casa dos Budahas e enquanto ela tenta mostrar que é inteligente, ele tira o terno, sem motivo nenhum. Só podia ser para exibir o físico. Depois corta para o quarto do hotel, eles dois sentados na cama, o Mulder de terno. Depois corta de novo, Mulder saindo do carro, tirando o terno. Cara, Mulder decida-se. A sua camisa não é das mais bonitas, então sugiro o terno. Antes que alguém me critique, eu já vi esse episódio trocentas zilhões de vezes. Querem que eu repare em quê, agora? Tem que ser no terno, ora bolas.

  • Falando em terno... Fala sério, Scully, esse terno marrom liiindo você pegou emprestado do Bill, né? Ou do Charlie, o irmão com o super-poder da invisibilidade.

  • A Scully é mesmo um doce. A antipatia aparente e exagerada dela no bar era realmente desnecessária. Sucker. Aliás, que saco de parceira ela era, hein? Só reclama o tempo todo, dorme no meio do serviço, o vidro do carro quebra e ela fica olhando com cara de tacho. Eu hein.

  • Defeitos especiais nos discos voadores. Olha que era uma cena noturna, imagina se eles quisessem colocar naves no céu azul da manhã. E ganhamos a inteligentíssima fala: "That's not a plane, that's an helicopter". Duuuuuuuh.

  • Daniel, meu filho! Corta esse cabelo, vira lacônico e muda pra Califórnia! Anda! Tá, espera uns 4 anos, mas depois vai logo!

  • O que é o Mulder falando "Later, dude"? Aliás, a cena do carro tem algumas frases memoráveis. "If you were that stoned, what?", , "Unidentified Flying Objects, I think that fits the description pretty well. Tell me I'm crazy." "Mulder, you're crazy." Aliás, a dos UFOs é um fora muito merecido. Eu teria matado a Scully depois de uma semana. Ela era insuportavelmente CHATA. Gah. Ela ri tanto nesse episódio que só podia mesmo ter terminado a série como terminou, chorando feito protagonista de novela das oito.

  • O Mulder não apresenta a Scully ao Budahas, como de costume. Ele só diz que ele é o Special Agent Fox Mulder. Pequeno detalhe: só no meu DVD é que a legenda diz "aminésia"? AmInésia? Poupe-me, legenda.

  • A Scully estava determinada a seguir as "instruções" e voltar para Washington. É sempre tão divertido ver esses episódios das antigas já sabendo tudo que vem depois. Porque a Scully definitiva, a que a gente lembra como Scully, nunca acreditaria que conseguiu convencer o Mulder a desistir de uma teoria de conspiração militar/governamental em dois segundos. Anta. E pensar que um dia esses dois seriam Mulder & Scully, dupla dinâmica, as pessoas que mais conhecem um ao outro em todo o Universo conhecido e partes do desconhecido, e que essa chata burrinha um dia seria a única pessoa realmente capaz de convencer o Mulder a desistir de uma teoria de conspiração qualquer, nem que fosse involutariamente, por estar em risco de vida. Sniff, sniff. Nossa OTP é tão linda.

  • Essa história de apagar memórias não me convenceu, não. Mas é engraçado que a série comece de verdade com o Mulder no papel de donzela em perigo e a Scully como o cavaleiro da armadura brilhante. Acho que os monstros da semana tendem a ir mais com a cara dela, enquanto o governo/militares/conspiradores gostam mais dele. Não que isso tenha evitado que eles destruíssem a vida da pobre coitada, mas foi para atingir o Mulder, blá blá blá.

  • Pôxa, eu realmente gostava do Deep Throat. Mas aquela conversa do final não faz o menor sentido. Cala a boca, Chris Carter.



Conclusões:

Melhor do que o Piloto, sem dúvida, e mais parecido com o Arquivo X que a gente conhece. Obviamente ainda não é perfeito.

Scully, fofa: nota zero para o cabelo, nota zero para o figurino, nota zero para a maquiagem, nota zero para a personalidade, nota dois para a atitude porque você salvou o Mulder. Mais sorte da próxima vez! Não se preocupa não, eu gosto de você no próximo. Pelo menos pelo que eu me lembre.



A anta postou no journal dela primeiro. Anta.
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
  • 13 comments
é... eu e marcele começamos a ver mas nao terminamos..
lembro que a gente falou isso da voz dela... mudou muito depois...
lembro da gente rindo da cara da scully encostada na porta do hotel fazendo charminho, da roupa dos dois... etc. pelo menos eu só conseguia olhar pra essas coisas...
pena que não terminamos de assistir...
Aw. Mulder como donzela em perigo. Como eu falei no meu último post aqui, tem umas coisas que não mudam nunca! :D

"Nossa OTP é tão linda."
Verdade. Tenho que ver logo esse episódio...
Eu realmente não sei dizer se prefiro quando a Scully salva o Mulder ou vice-versa, mas que o Mulder faz uma ótima donzela em perigo, isso ele faz.
Awww, que post lindo!
Tão lindo quanto nossa OTP.
Ok, confesso, não vi ainda. Final de mês *sucks* no meu trabalho. :/

Olha, olha *aponta pro icon*: não é lindo meu icon? ;p
Aw, que lindo. Agora você finalmente tem um icon de XF!
Não só um, tenho 3! Há! :P
Agora tenho uma conta paga. Nem perto dos seus 100 icons, mas tenho 15. Que diferença dos meros 3 da conta grátis!
Eu vi! Yay! Bem, dos meus 100 só 5 são de XF, então você tá quase lá. :P
Hey, queria te perguntar se posso usar seu Mood Theme de XF.

Então, posso? ;p
NÃO.







Claro que sim. Eu uploudo as imagens procê amanhã.
Cara. A expressão de desdém da Scully sempre me irrita. GAHHH. E aí tem um momento que ela pára de fazer isso e é lindo [de One Breath em diante], mas aí volta e meia ela ressucita a antipatia e UGH. Eu só quero bater nela.

A gente devia manter uma contagem de qtas vezes a Scully salva o Mulder e vice-versa. Se bem que, do jeito que XF teve o fandom mais detalhista [leia-se NERD] do universo, é capaz de acharmos isso facilmente. :)

Eu gosto da expressão *roll eyes* em algumas ocasiões, e ninguém levanta as sobrancelhas melhor do que a Gillian Anderson, mas é, como aquela cara de desdém dela consegue irritar, viu. Incrível. Gah.

Hê. Aposto que é só saber fazer a pesquisa certa no Google.
AHÁ!

Eles listam trocentas coisas, inclusive em quais episódios um salva o outro. Cara. XF fandom = best.thing.EVER.

E tipo... em quantidade, a Scully salvou o Mulder muito mais vezes. Mas hi, Memento Mori + Redux II e aquela vez que ele foi à ANTÁRTIDA meio que contam triplicado, né não? /parcial até a morte